Cidade Verde, Rio Vivo!

Logo Cidade Verde Rio Vivo

Movimento Cidade Verde Rio Vivo! realiza semana de debates e mutirões de limpeza em Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres

A rota ecológica hoje é reconhecida como uma das áreas costeiras mais preservadas do Brasil. Algumas de suas praias, como Toque, Lages e Patacho, figuram em revistas especializadas entre as 10 mais bonitas do país. Uma paisagem bucólica, praticamente desabitada, tomada pela monotonia dos coqueirais e dos mares esverdeados, com águas calmas e quentes.

Mas toda essa tranquilidade hoje é ameaçada pela ocupação humana desordenada. Construções em áreas de preservação, como nos manguezais e restingas. Lixões se formando à margem dos rios e nas praias. Pequenos riachos se transformando em “línguas negras” que levam esgoto para as praias, além do desmatamento e da caça predatória no pouco que resta de manguezal e mata atlântica. Muitas famílias moram em casas de taipa e nem sequer possuem banheiro, utilizando o rio e o mangue para as suas necessidades fisiológicas e domésticas.

Todas estas mazelas criadas pelo ser humano ameaçam a conservação deste paraíso que é uma região prioritária para a conservação do mamífero aquático mais ameaçado de extinção no Brasil: o peixe-boi marinho.

O Movimento Cidade Verde Rio Vivo! foi criado em novembro de 2011 após diversas reuniões e debates entre representantes da Pousada da Amendoeira, do CMA/ICMBio e da ONG Vila Toque da Taipa. Antes da criação do movimento, a Pousada da Amendoeira já colocava lixeiras e realizava mutirões de limpeza nas praias de São Miguel dos Milagres. O CMA/ICMBio é o Centro Mamíferos Aquáticos do Instituto Chico Mendes, autarquia federal responsável pelo Projeto Peixe-boi Marinho. E a Vila Toque de Taipa, criada por iniciativa da Pousada do Toque, tem sede em Porto da Rua e desenvolve projetos educativos e de geração de renda para a comunidade.

Hoje o movimento representa a união e a organização deste grupo e já conta com o apoio das prefeituras e outros atores importantes. Tem como objetivos principais: promover ações educativas e articulações com a sociedade e o poder público pela conservação dos estuários e praias da região. Mas tudo isto só será possível com a melhoria da qualidade de vida das comunidades locais, onde falta água canalizada, esgoto sanitário e coleta seletiva. Assim, o movimento se propõe a trabalhar na mão-dupla pela mobilização do poder público em conjunto com a sociedade.

O lançamento do movimento será em 12 de dezembro na praça do Povoado Lages, em Porto de Pedras, com a exibição de vídeos ambientais e apresentação do movimento. No dia seguinte será realizado um mutirão de limpeza do manguezal no mesmo povoado. Durante a semana haverá exibição de vídeos todas as noites em locais estratégicos. No dia 15 outro mutirão de limpeza do manguezal no Povoado de Porto da Rua em São Miguel dos Milagres e o encerramento será no “Redondo” da praça da Matriz em São Miguel.

Confira a programação e participe. Mais informações no Facebook do Movimento e no Facebook da Amendoeira ou pelos telefones: (82) 3295-1213, 3298-1388, 32951215.

abraços verdes,

Pousada da Amendoeira e Movimento Cidade Verde, Rio Vivo!